Corpos (poesia)


Mara Lígia Biancardi

Teu corpo
é como o bálsamo
que ao tocar no meu
perfuma

Teu corpo
é como jambo
que ao tocar no meu
saboreia

Teu corpo
é como a música
que ao tocar no meu
sintoniza

Teu corpo
é como o veludo
que ao tocar no meu
acaricia

Teu corpo
é como a Lua
que ao tocar no meu
resplandece

Teu corpo no meu,
o meu corpo no teu
fundem-se



deixe um recado | voltar

Mara Lígia Biancardi

E-mail: mlbianca@uol.com.br

Pageviews desde agosto de 2020: 850

Site desenvolvido pela Plataforma Online de Formação de Escritores