Plácida


Luciana Konradt

PLÁCIDA





Revolvo escaninhos,
lanço velhas vestes ao mar,
despojos e adereços, ao vento.
Pária de mim mesma,
serena, parca e desnuda,
em plácida pessoa, convertida,
como cheguei, agora parto.


voltar

Luciana Konradt

E-mail: lucianakonradt@hotmail.com

Pageviews desde agosto de 2020: 984

Site desenvolvido pela Plataforma Online de Formação de Escritores